Arquivo do mês: maio 2010

ON THE ORIGIN OF SPECIES – Tomorrow, In a Year

A obra criada pelo naturalista Charles Darwin, A Origem das espécies,além de excitar biólogos, cientistas, e admiradores de ciências naturais, também é um poço de inspiração para músicos, ilustradores, fotógrafos, dançarinos, estilistas e qualquer outro interessado em se aproveitar de seu conteúdo como tema de criação.


Darwin, quando apresenta ao mundo o seu triunfo científico, A Teoria da Evolução, mostra evidências sobre ‘a origem das espécies por meio da seleção natural’ ou a ‘preservação de raças favorecidas na luta pela vida’. O que, em síntese, é o significado de onde vem a diversidade biológica dos seres vivos, que para ele resulta da descendência com variações e da adaptação ao meio.

Pomba Columbia Livia ilustrada por John Gould

Um assunto que fisgou imediatamente  o incrível duo sueco The Knife.  Eles aceitaram um convite para escrever uma obra baseada na obra de Darwin. No entanto, uma coisa é escrever uma ópera sobre o cara, outra inteiramente diferente é usar sua teoria como base de composições. Eles toparam, sem nunca terem ido a uma ópera e confessam que depois de alguns estudos acostumaram com a sua essência, com os gestos pretensiosos e dramáticos e descobriram o quanto podiam aprender desbravando esses territórios.

Vídeo com trechos da performance de “Tomorrow, In a Year”

“Tomorrow, In A Year” que contou com a parceria de Mt. Sims e Planningtorock é recheado de camadas compostas por ruídos como sons recolhidos na selva amazônica. O resultado do projeto foi único,  longe de ser uma ópera enxuta, trata- se de composições que aproveitam da imensidão do tema para sugar toda a inspiração que ele pode oferecer. A base das composições musicais vão de sons artificiais de sintetizadores misturados com gravações extraídas no campo até a árvore genealógica de Richard Dawkins.

Sopros macabros e instigantes das diferentes fases de um pássaro que aprende sua melodia. Batidas frias que introduzem um terror psicológico induzido por vozes que se perdem de vista e insinuam uma tempestade. Placas com ruídos pesados e mais uma vez o ansioso canto dos pássaros. Registros que algumas vezes se mostram agressivos, devastadoras mas que se acomodam na sutileza dos arranjos. Batidas indígenas, timbres imprevisíveis e gritos emitidos pelo sintetizador revela o momento em que a ópera se torna consciente de como se faz a espécie.

Logo levam os ouvintes a um lugar não tão conhecido com uma emoção familiar: Uma canção sobre as cartas que Darwin enviou a sua filha,”Annie’s Box”. Não só o enxergaram como um teórico mas o ouviram como um poderoso homem,um pai. E foi isso que o The Knife e seus colaboradores fizeram. Viram o mundo através dos olhos de Darwin, e em um trabalho desafiador, construíram arte para um futuro orgânico que nos faz refletir sobre a evolução humana.


Hurt just

This may be a deer or a gazelle or whatever you want, but it only wanted to achieve something and was wounded with a heart, perhaps in their guts.