PADRONAGENS COMPLEXAS

Padrões significam um monte de coisa, mas quando se fala de design o mais provável é que seja algo bidimensional que foi abstraído de formas da natureza. É o que mais se vê desde os desenhos das civilizações primitivas até no contemporâneo design de superfícies, são acima de tudo desenhos que se relacionam de alguma maneira, seja repetindo suas formas ou encaixando-as.  O que esses padrões ou padronagens mostram são motivos que se originam na natureza e que são produzidos pela própria vida e a partir daí são abstraídos e ganham uma nova aparência simplificada.

Asao Tokolo é mestre em criar peças construídas em padrões que se juntam, como um mosaico, mas no caso a genialidade está no fato de que os padrões podem ser encaixados de todas as maneiras, que sempre vão juntar o motivo e nunca irá se repetir. É uma tentação incontrolável de girar as pecinhas interminavelmente, e em todas as vezes, cada aresta poderá ser combinada com as outras. Formado em Ciência da Computação, ele estuda e calcula a forma do desenho de maneira a transformá-lo com essa flexibilidade de posições.

Nesse esboço que ele faz para desenvolver um imã, ele se baseia em padrões arabescos tradicionais japoneses popularmente lá conhecidos como Karakusa, que significa “plantas estrangeiras” ou “liquidações de plantas”. Isso porque há mais de 1.200 anos atrás, esses arabescos chegavam no Japão através da Rota das Especiarias. Eles vinham de distantes terras do Oeste, como Pérsia, Grécia, Índia, Arábia e Egito e a maioria insinuava formas vegetais, de flores e folhagens. Daí então os japoneses começaram a usar esses padrões nos seus impecáveis quimonos , nas roupas de cama, em tecidos e na cerâmica.

Tokolo não faz nenhum tipo de milagre, é pura matemática em cima do padrão formal espiral do Karakusa. O interessante é que o Karakusa não passa de uma forma abstraída da natureza que se transforma em elemento a ser moldado, pelo incrível trabalho de estudo de design por qual passa. Em sua análise, primeiro são estudadas as características particulares de cada fragmento do desenho, para depois serem examinadas as características gerais. E assim, finalmente, é como se olhássemos como as partes da forma constituem o todo. Essa é a lógica que o torna um padrão.

Padrão de Asao Tokolo aplicado na roupa

O Grupo Spam Guetto conseguiu encontrar alguma utilidade para as mensagens que inundam as caixas de e-mail diariamente, os spams. A caixa de spam se torna então o mais impressionante material de inspiração para os padrões que serão construídos com mensagens pornôs, pirataria, serviços financeiros e todos os tipos de ilegalidades possíveis. Essas mensagens logo vão decorar papéis de paredes, luminárias e embalagens. Total futurístico: reciclagem virtual!

As formas de base, a escrita nesse caso, não são extraídas da natureza, mas de elementos gráficos eletrônicos, mas as que formam o desenho final, escritas em folhagens, correntezas nos levam as formas naturais. As mensagens são inseridas em um único formato de linhas, a partir daí, são construídos desenhos e os motivos que irão se transformar em padrões. Se observarmos uma parede de longe com esses motivos, mal nos damos conta de que se tratam de mensagens eletrônicas insanas, percebemos primeiro os desenhos a forma geral, só depois quando nos aproximamos que notamos o que constitui cada parte. Mais uma vez esse padrão parte das características gerais para as partes específicas da forma.

Tatiana Plakhova é uma designer russa formada em psicologia, que cria padrões incrivelmente complexos com pontos, vetores, linhas e gráficos. As imagens criam um efeito de profundidade que surge da relação entre as linhas e as cores, que geram efeito de tridimensionalidade. São extraídas de cenas capturadas da natureza geológica: abismos, acidentes geográficos, montanhas e rios e da biologia: visões de microscópio, células, como quando uma gota de água pinga no cílio e se olha pra luz. Essas figuras da biologia são difíceis de classificar, são formas naturais, mas parecem abstratas. Além de que, ela também abstrai em imagens surpreendentes de ritmos musicais, como aqueles gráficos que aparece quando se fala no microfone do computador ou nos softwares de música. Padrões que partem de imagens simples da natureza e recebem o aspecto abstrato, se modificando em imagens complexas, gráficas, que parecem que foram retidas da astronomia ou de redes digitais, mas na verdade são desse jeito pelo tratamento que passam ao se transformarem em padrões.

Padrões biológicos: tecidos, células e bactérias


Padrões geográficos: mapas e imagens capturadas por satélites

Padrões geológicos: rochas, abismos e montanhas

Padrão musical: ritmos e frequências em ondas sonoras visuais

Padrão abstrato: vetor e linha


 

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s